Páginas

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Lenny II

Eu só posso contar uma história,
Uma verdade e um começo,
Mas você pode me contar outra história,
Com a nossa verdade e com todos os nossos começos...
Sempre começamos, todos os dias começamos.
Uma comidinha, um sorriso, nossas estórias,
Nossos beijos, nosso sorriso, nossos carinhos,
Nossas mãos lascivas, outro sorriso,
Nossa cama barulhenta...
Quantos sorrisos!
Começarmos tudo de novo faz parte da nossa história.
Sempre da maneira habitual, com um sorriso,
Um olho no olho, mãos dadas,
Decorando cada pedacinho do nosso corpo,
Reacendendo a mesma chama, que,
Cá entre nós, nunca apaga...
Eu só posso contar uma história,
Mas com muitas estórias, muitos capítulos e
Um crepitar de malícia, de mordidas veladas,
De abraços fortes, de sorriso escancarado,
Daquilo que gostamos e da falta que sentimos,
Discretamente, um do outro...
Vou apagar a luz. Quer um copo d'água?
Que tal começarmos uma outra história?
Desta vez, você cuida do enredo e protagoniza.
Serei mero coadjuvante... 
ativo...